Somos uma plataforma multissetorial de colaboração e inovação em nível nacional formada por indivíduos e organizações que trabalham juntos por uma moda brasileira sustentável e ética.

Amparadas pela metodologia sistêmica, colaborativa e experimental, no Colabora Moda Sustentável pessoas físicas e jurídicas trabalham para:

1
promover mudanças de cultura
3
construir novas narrativas
2
influenciar políticas públicas
4
criar soluções concretas para tornar a moda brasileira mais ética e sustentável

Somamos hoje cerca de 100 membros no Colabora Moda Sustentável: produtores, indústrias, marcas, varejistas, associações setoriais, sindicatos, formadores de opinião, costureiras e lideranças do país. Construímos um diálogo entre diferentes que têm, no horizonte de 2030, objetivos comuns.

A moda do Brasil apresenta questões sistêmicas relacionadas ao trabalho e ao meio ambiente e, por isso, transformar esse setor é um objetivo ambicioso. No entanto, muitas soluções concretas vêm sendo construídas – e é no potencial delas que acreditamos.

NOSSO CAMPO DE ATUAÇÃO

Qual moda queremos em 2030 e como vamos chegar lá?

Essa é a pergunta que o Colabora Moda Sustentável busca responder em sua Teoria da Mudança.

A Teoria da Mudança é, em linhas gerais, uma descrição da mudança que queremos ver no mundo e de como pretendemos alcançá-la no curto e no longo prazo. Trata-se de uma metodologia para negócios e projetos de impacto social traçarem suas estratégias e se tornarem ainda mais efetivos na realização do que almejam.

Um mapeamento que conecta o presente ao futuro

Construímos nossa Teoria da Mudança em 2018, com toda a equipe do Colabora Moda Sustentável em parceria com a Move.Social – que conduziu nossas conversas e nos ajudou a definir como é a moda sustentável e ética que queremos ver existir até 2027. Ao final de 2020, a coordenação do Colabora Moda Sustentável, junto dos Conselhos Consultivo e de Governança, revisou, atualizou e refinou a Teoria da Mudança, expandindo seu horizonte para 2030.

 

A construção da visão 2030 foi uma jornada que incluiu as seguintes fases:

Cenários

Ainda em 2017, com 41 lideranças da moda, imaginamos 4 possíveis cenários futuros da moda brasileira que fossem relevantes, desafiadores, plausíveis e claros.

mapeamento sistêmico

Em 2018 criamos um mapeamento sistêmico, identificando os eixos transformadores do ecossistema da moda.

laboratório social

Com a definição da Teoria da Mudança e a identificação dos eixos transformadores, partimos para a prototipação de soluções colaborativas (conheça algumas das iniciativas mais inspiradoras aqui)

São os 6 eixos transformadores que identificamos no ecossistema da moda no Brasil. Em outras palavras: são os pontos onde transformações podem gerar melhorias significativas e duradouras na cadeia de valor.

 

Nossa História

2017
2018
2019
2020
2021

2017

Criação do Lab Moda Sustentável como projeto associado à Reos Partners; definição da Aliança Convocadora (composta por Abit, ABVTEX, OIT e Instituto C&A); formação da primeira equipe de trabalho (com 41 lideranças da moda brasileira) e construção do relatório Cenários sobre o futuro da moda no Brasil em 2035.

2018

Transformação da Aliança Convocadora em Conselho de Governança, identificação dos eixos transformadores, definição da Teoria da Mudança e cocriação de 6 iniciativas.

2019

Entrada do DIEESE no Conselho de Governança e criação do Conselho Consultivo com a Fundação Hermann Hering. Renovação da equipe e mais 8 iniciativas cocriadas. Lançamento do primeiro edital de Recurso Semente e concessão do apoio a 3 iniciativas prototipadas por membros do Lab.

2020

Publicação dos instrumentos de governança. Realização da ‘Chamada Lab Moda Sustentável 2020’, em parceria com a Pipe.Social (total de 175 negócios mapeados e 3 mentorados por grandes empresas). Parceria com a Trê no programa CoVida-20. Cocriação de 10 iniciativas, sendo 7 delas apoiadas por Recurso Semente.

2021

Transformação do Lab Moda Sustentável em Colabora Moda Sustentável e lançamento do Plano de Membresia.

Governança

Tornar públicos os compromissos, princípios e critérios de participação é essencial para que o Colabora Moda Sustentável una vozes e perspectivas na transformação da moda brasileira.

Carta de Princípios

Um dos principais instrumentos de governança é a Carta de Princípios, desenvolvida a muitas mãos. Por meio dela, indivíduos, empresas e organizações podem verificar se cumprem os requisitos para participar do Colabora Moda Sustentável, bem como assumir o compromisso de se engajar na transição para a sustentabilidade na moda brasileira. Ler e assinar a Carta sela o compromisso com o nosso movimento e com nossa Visão 2030.

Carta de princípios e Estrutura de governança

Transparência

Temos o compromisso em avançar nos mecanismos de transparência, para que todos os integrantes (bem como o público em geral) saibam o que tem sido construído pelo Colabora Moda Sustentável. Concretude nas ações é uma das nossas diretrizes estratégicas, então listar os avanços que já nos aproximam da Visão 2030 (bem como os pontos de atenção) é essencial – assim como comunicá-los a todos que têm interesse em fazer parte da rede.

Leia o Sumário Executivo do Relatório Lab Moda Sustentável 2020

Leia o Relatório Lab Moda Sustentável 2020 – Completo

Parceiros

Conselho de Governança

Conselho Consultivo

Coordenação