Começamos 2022 celebrando muito o nosso último ano. E isso só foi possível pelo coletivo potente que se tornou o Colabora Moda Sustentável. Cada um dos Colaborantes – que são também nossos amigos e parceiros – somou e multiplicou um pouco no ano que passou. Crescemos ainda mais e, orgulhosamente, compartilhamos aqui os principais resultados desta jornada. 

 

Muitas pessoas envolvidas e mais atenção à diversidade

No coração do Colabora Moda estão as relações. Já somos 105 pessoas comprometidas com a Carta de Princípios e a Política de Governança do Colabora Moda. Gente que acredita em uma moda regenerativa e que, por meio de 80 empresas, organizações, sindicatos, associações e movimentos, atua na transformação do setor. 

Ainda terminamos o ano com uma equipe mais diversa. Quanto à questão regional, celebramos uma maior presença do Nordeste e de Minas Gerais entre os Colaborantes. Seguimos trabalhando de forma ativa pela diversidade, conscientes de que há espaço para trazer ainda mais riqueza para o grupo, especialmente em se tratando de raça e cor. Se queremos equidade e ações antirracistas na moda, temos que começar por aqui. 

 

Conteúdo e conexões chegando mais longe

A expansão da nossa conexão com membros Colaborantes que enfrentavam dificuldades de acesso e falta de recursos tecnológicos foi fortalecida pelo apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do 1º Edital Kit Conectividade. O Kit teve por objetivo fortalecer grupos da cadeia da moda que precisam desse apoio estratégico para participar das atividades do Colabora Moda e do setor nas suas regiões.

Cinco grupos foram selecionados: em Pernambuco, a Associação de Mulheres Empreendedoras de Caruaru (AMEC) e o Coletivo de Costureiras Mulheres do Polo, de Santa Cruz do Capibaribe; em São Paulo, o Coletivo Sartasiñani e a Aliança Empreendedora (Rede Tecendo Sonhos); no Rio de Janeiro, a Aldeia Marakanà.

Cada um dos grupos recebeu um computador notebook com Windows instalado, acesso a uma conta Zoom Profissional para uso compartilhado, acesso ao Mural para dois membros e doação de recursos financeiros para contratação de internet e manutenção dos computadores por 12 meses,  garantia e assistência técnica por um ano pelo nosso parceiro ReUrbi, além de treinamento em ferramentas virtuais.

Os resultados da conectividade foram incríveis: a comunicação interna e externa dos grupos com os clientes, fornecedores, sociedade e poder público melhorou; ampliaram-se vendas, renda e melhoria de gestão dos negócios, houve regularização profissional e garantia de direitos, permitiu-se acesso a educação remota e on-line, potencializaram-se as vozes das mulheres e grupos periféricos e, por fim, a conectividade possibilitou a incidência no próprio Colabora Moda e em políticas públicas via audiências e consultas.

 

2021 em uma agenda repleta de Encontros

Durante o ano passado,  o Colabora Moda organizou 5 encontros temáticos: 

  • 1º Encontro Colabora Moda Sustentável (16 de março de 2021)
  • 2º Encontro Colabora Moda Sustentável – Webinário Inovação e Moda Sustentável: aprendizados e avanços (27 de maio de 2021)
  • 3º Encontro Colabora Moda – Oportunidades e lacunas para impulsionar a inovação na Moda Sustentável Brasileira (29 de julho de 2021)
  • 4º Encontro Colabora Moda Sustentável – Recomendações para a Moda Sustentável (12 de agosto de 2021)
  • 5º Encontro Colabora Moda Sustentável – Encerramento 2021 (9 de dezembro de 2021)

Além disso, rodamos uma atividade de Desenvolvimento de Capacidades, em que falamos sobre Inovação para Moda Sustentável e Regenerativa (no dia 2 de julho de 2021), e mais de 10 encontros de iniciativas e com parceiros. 

Destacamos aqui duas atividades que geraram também conteúdos para quem ainda não faz parte do Colabora Moda: a apresentação do estudo da Chamada Lab Moda 2020, feita pelo Senai CETIQT, que em breve ficará disponível em nosso site; o Relatório Fios da Moda; e o webinário Inovação e Moda Sustentável, que teve mais de 200 inscritos e que pode ser assistido em nosso canal do Youtube. 

E não poderíamos deixar de falar do Encontro Colabora Moda Sustentável 2021 que, intitulado “A Década da Regeneração”, reuniu uma série de especialistas em moda e sustentabilidade durante três momentos em setembro. Foram conversas sobre emergência climática, equidade e diversidade, bem como instrumentos para a moda sustentável. Tivemos painéis públicos (que ainda podem ser acessados no nosso canal do Youtube) e atividades exclusivas aos Colaborantes – os estudos de caso e os espaços abertos às iniciativas. 

Ao longo desses encontros, ficou evidente a emergência climática que estamos vivendo e como ela afeta as pessoas, principalmente as mais vulneráveis, e a economia. Percebemos que emissões e problemas no uso da terra acontecem desde as fases de produção de fibras até o acabamento, quais são as fibras preferenciais para redução de emissões, assim como a importância da reciclagem têxtil para que a indústria da moda contribua para não ultrapassar a marca de 1,5ºC de aumento da temperatura média do planeta. Concluímos que é urgente a adoção de práticas regenerativas na agricultura, bem como a transição para energias renováveis e circularidade nas cadeias têxtil e de calçados, passando pelo aumento do uso de fibras sustentáveis e um maior engajamento político.

Focando nas questões sociais e de trabalho, ficou nítido que a pandemia e a crise econômica aumentaram a desigualdade dos trabalhadores e microempreendedores que estão na base da confecção, da fabricação de calçados e do varejo, assim como a fragilidade entre a população negra e feminina, que são a maioria no setor.  E que pouco tem sido feito para reverter o problema. Para se fazer as mudanças necessárias, especialistas e equipe concluíram que embora a medição de indicadores de sustentabilidade ainda seja incipiente no país, com transparência e vontade de enfrentar os problemas, muito pode ser feito. A vontade para mudar e fazer um setor mais sustentável pode ser impulsionada por um consumidor bem informado com uma comunicação direta e bem-humorada por parte dos ativistas e das marcas.

As discussões que aconteceram no Encontro Colabora Moda 2021 ainda estão reverberando por aqui e serão de grande importância no nosso trabalho em 2022.  

 

Nova plataforma para o Colabora Moda 

A cada conteúdo compartilhado no site ou nas redes e, mais ainda, a cada evento capaz de reunir os participantes do Colabora Moda, temos a sensação de “sala cheia”. Os números de visualizações, por representarem conexões reais e o alcance das nossas trocas, nos alegram muito! 

Para tornar esse convívio online ainda mais acolhedor, lançamos um espaço exclusivo para Colaborantes. Trata-se de uma plataforma que reúne gravações de todos os encontros e atividades de 2021, além de arquivos de apoio e acesso às newsletters. 

A plataforma também é um espaço que todos os Colaborantes podem utilizar para marcar reuniões e ter momentos de troca em grupos pequenos. Também será, aos poucos e cada vez mais, o lugar das iniciativas cocriadas no Colabora Moda. 

 

Recurso Semente seguiu gerando frutos

Destinado a iniciativas cocriadas e desenvolvidas por membros do Colabora Moda que estão testando novas abordagens, o Recurso Semente é oferecido para apoiar a fase de testes e de prototipação de soluções. Desde 2019, em cinco editais, foram 13 concessões e mais de R$120 mil distribuídos por esse mecanismo . 

Em 2021, um novo edital do Recurso Semente contemplou 3 iniciativas com um valor total de R$ 30 mil: Formação de lideranças para a promoção da igualdade racial (Instituto Trabalho Decente, representado por Patricia Lima), Coleção Trama Afetiva + Revoada: “Flores Astrais” (Revoada e Trama Afetiva, representado por Itiana Pasetti) e  MVP da Liga no Tramando Junta – Fiada (Cora Design, representado por  Laura Madalosso).

 

Ecossistema de Inovação

Pensando na jornada de inovação das iniciativas cocriadas dentro do Colabora Moda e olhando para os resultados da Chamada LabModa 2020, concluímos que negócios e projetos socioambientais precisam de diversos apoios até estarem prontos para decolar – incluindo apoio financeiro e de investimento. 

Assim, em 2021, começamos a articulação do Ecossistema de Inovação para a Moda Sustentável. Foram 3 encontros realizados a partir de julho, com a participação de treze organizações que atuam em diferentes etapas no apoio ao desenvolvimento de soluções sustentáveis para a cadeia da moda.  

Senai Cetiqt | Instituto Renner | Fashion Hub | Elle | Trê | Denim City | Instituto E | Brasil Eco Fashion WeekEFW | Sebrae | Blockforce | Instituto C&A | Fundação Hermann Hering | Cora Design

 

Recomendações

Para impulsionar e destravar a mudança, cocriamos num processo de meses de trabalho um conjunto de 17 Recomendações para Moda Sustentável – que será amplamente divulgado nos principais eventos de moda do país em 2022. 

 

Saímos de 2021 com mais bagagem e uma diretriz de ação: conectar pessoas, organizações e negócios em prol da regeneração da natureza e de vidas a partir da moda.  

AGRADECEMOS A PRESENÇA E ENGAJAMENTO DE TODES! SEM A FORÇA DO COLETIVO, NENHUM DESSES RESULTADOS TERIA SIDO POSSÍVEL. SEGUIMOS EM 2022 PELA MUDANÇA DA MODA BRASILEIRA RUMO À SUSTENTABILIDADE E À REGENERAÇÃO.