O Colabora Moda sustentável

O Colabora Moda Sustentável atua, desde 2017, para articular a mudança de um dos principais setores da economia brasileira.

São cerca de 100 pessoas físicas e jurídicas reunidas em torno de objetivos comuns, a plataforma multissetorial – que tem entre seus membros os principais produtores, indústrias, marcas, varejistas, associações setoriais, formadores de opinião, costureiras e lideranças do país – que buscam promover mudanças de cultura, influenciar políticas públicas, construir novas narrativas e criar soluções concretas em prol de uma moda brasileira ética e sustentável.

Nossa História

2017
2018
2019
2020
2021

2017

Criação do Lab Moda Sustentável como projeto associado à Reos Partners; definição da Aliança Convocadora (Abit, ABVTEX, OIT e Instituto C&A); formação da primeira equipe do projeto (com 41 lideranças) e construção dos cenários transformadores para 2035.

2018

Transformação da Aliança Convocadora em Conselho de Governança e definição da Teoria da Mudança, 6 iniciativas cocriadas pela equipe.

2019

Entrada do DIEESE no Conselho de Governança e definição do Conselho Consultivo. Renovação da equipe e mais 8 iniciativas cocriadas. Primeiro edital de recurso semente para 3 iniciativas prototipadas pelos membros do Lab.

2020

Realização do programa Covida 20, em parceria com a Trê; realização da Chamada Lab Moda Sustentável 2020, em parceria com a Pipe.Social, com 175 negócios mapeados e 3 negócios mentorados por grandes empresas; 10 iniciativas cocriadas sendo 7 apoiadas pelo Recurso Semente.

2021

Transformação de Lab Moda Sustentável em Colabora Moda Sustentável, uma plataforma de colaboração e inovação para a moda sustentável com cerca de 100 participantes entre pessoas e empresas do setor.

TEORIA DA MUDANÇA

Qual moda queremos em 2030 ?

E como vamos chegar lá?

É essa pergunta que a equipe Colabora Moda Sustentável busca responder em sua Teoria da Mudança, que aponta para uma moda sustentável e ética. Trabalhamos no presente, contribuindo para:

Melhores condições de vida e trabalho no setor com maior equidade de gênero, étnico-racial, LGBTQI, PCD, etária, de território de origem em todos os elos da cadeia;
→ Recursos naturais utilizados de forma regenerativa e sustentável;
→ Fortalecimento das pequenas e médias empresas;
Desenvolvimento de soluções e negócios sustentáveis com potencial de escala;
→ Relações de compra e venda sustentáveis e éticas na cadeia da moda;
→ Redução da informalidade;
Fortalecimento dos relacionamentos e da colaboração entre as diversas partes interessadas do setor;
→ Qualificação e desenvolvimento dos profissionais;
Transformação da cultura da moda e da consciência de seus consumidores;
→ Políticas públicas favoráveis ao desenvolvimento da moda sustentável;
→ Desenvolvimento de mecanismos de investimento para a moda sustentável.

Essa mudança acontece por meio de intervenções e ações colaborativas nos seguintes eixos transformadores:

* Educação, Ciência e Tecnologia
* Meio Ambiente
* Trabalho e Equidade
* Cultura e Consumo
* Modelo de Negócios
* Políticas Públicas

A MODA BRASILEIRA QUE QUEREMOS SUSTENTAR

Envolve todos os elos • É plural e diversa • Integra regiões e territórios • Tem sol, calor, cor • Abraça o conflito • Multiplica e impulsiona • Busca a regeneração • Transita entre o manual e o industrial • Vê um futuro ancestral • Afeta • Humaniza • Acolhe a tecnologia • Junta gente, empresas e instituições • Busca transparência • Propõe • Engaja • Ouve todos os sotaques • Tem textura da nossa matéria-prima • Vibra • Conecta • Planta sementes • Acredita em esperança ativa • Reage à realidade • Orgulha-se • Conecta para transformar • Cria o futuro agora

Como colaboramos

A colaboração não está em nosso nome por acaso: é um valor e também a metodologia que orienta nosso trabalho. Existe uma intensa atuação da equipe do Colabora Moda Sustentável para aprofundar conhecimentos e criar cultura de compartilhamento. Como plataforma, precisamos alcançar um alto patamar de conexão com outros movimentos engajados na sustentabilidade.

Para que seja possível construir coletivamente esses caminhos de transformação para a moda brasileira, reunimos pessoas, empresas e instituições – com perfis e interesses distintos e, às vezes, até conflitantes. O relacionamento entre atores é parte essencial para a existência do Colabora Moda Sustentável, que tem uma visão sistêmica da moda.

Juntos prototipamos coletivamente iniciativas capazes de concretizar a mudança, conectamos mentores e empreendedores e buscamos soluções financeiras para alavancar essas iniciativas. Também atuamos na construção de cenários futuros, promovemos eventos e publicações (com o objetivo de levar informações para um público amplo) e trabalhamos no desenvolvimento de capacidades.

SOLUÇÕES COLABORATIVAS

A partir da visão sistêmica da moda brasileira, definimos seis eixos transformadores para modificar a cadeia produtiva nos próximos anos:

1) Modelo de Negócio,
2) Trabalho e Desigualdade,
3) Meio Ambiente,
4) Cultura e Consumo e
5) Educação, Ciência e Tecnologia
6) Políticas Públicas.

A partir desses eixos que, desde 2017, cocriamos e prototipamos 26 iniciativas. Conheça algumas delas:

CENÁRIOS TRANSFORMADORES

Cenários são histórias que descrevem o que pode acontecer. Ajudam a inspirar, estimular e influenciar estratégias, decisões e ações. Como o futuro não está dado, ele é criado. Os cenários também nos ajudam a construir outros futuros possíveis. Para construir esses cenários, precisamos de um coletivo que represente o ecossistema da moda, que traga as questões relevantes, as situações inaceitáveis e as forças atuantes. Assim, abrimos espaço à imaginação dos possíveis futuros sistemas de moda.

Imaginar é o ponto de partida para nos perguntarmos, entre todas as possibilidades, qual futuro queremos. No Colabora Moda Sustentável, criamos quatro Cenários sobre o Futuro da Moda no Brasil em 2035 – sendo os quatro relevantes, desafiadores, plausíveis e claros. Eles serviram de insumo para criar e prototipar iniciativas multissetoriais inovadoras, capazes de melhorar a cadeia do vestuário no Brasil nos próximos anos.

Para conhecê-los, acesse os documentos abaixo:

Nossas Mídias